Noroeste empata com Comercial no fim e é campeão

Com gol aos 49 minutos de Hygor Ribeiro, o Noroeste buscou o empate por 2 a 2 com o Comercial, após estar perdendo por 2 a 0, na tarde deste sábado (21), no Palma Travassos, e conquistou o título do Paulistão A3.

4 minutos de leitura
RODRIGO CORSI/AGÊNCIA PAULISTÃO

No jogo de ida, no Alfredo Castilho, o Noroeste havia vencido por 2 a 1. Os donos da casa estiveram perto do título, mas o empate acabou acontecendo o apagar das luzes. No entanto, ambos os clubes estarão na Série A2 no próximo ano.

Assim que o árbitro apitou o início do jogo, o Comercial foi com tudo em busca de inaugurar o marcador. Por conta disso, aos nove minutos, Gustavo Silva, dentro da grande área, encheu o pé pelo alto, sem chances para o arqueiro Pablo.

Três minutos depois, quase o segundo com Wendell Alex. Dentro da área, arriscou para a defesa de Pablo, bem colocado no lance. Aos 22, o Noroeste chegou com perigo com John Egito, na cara do gol. Ele cabeceou sem força.

Em busca do empate, a o Noroeste desperdiçou uma grande oportunidade, cara do gol, com Diogo. Matheus Almeida fez grande defesa. O castigo veio na sequência, de novo, Gustavo Silva. Aos 33, o atacante ampliou para 2 a 0, ao bater forte dentro da grande área.

Não deu nem tempo de comemorar, e o Noroeste diminuiu com Hygor Ribeiro, de cabeça. Com isso a primeira etapa terminou com a vitória parcial do Comercial por  2 a 1.

No segundo tempo, o time da casa voltou ainda mais aceso e logo a um minuto levou perigo a meta noroestina com Luiz Adriano, que cabeceou e para a defesa de Pablo. Três minutos depois, o time visitante foi quem levou perigo ao gol do Comercial. Felipe Costa cruzou e Diogo tocou por cobertura rente ao travessão.

Aos 14, grande defesa de Matheus Almeida de mão trocada. Aos 23, quase o empate. Na entrada da área, John Egito arriscou para a defesa de Almeida, que mandou a bola para escanteio.

Seis minutos depois, o mesmo Egito voltou a levar perigo a meta comercialina ao encher o pé de fora da área. A bola tirando tinta da trave. Na sequência, foi a vez de Leleco desperdiçar o que seria o gol de empate.

Aos 42, o zagueiro comercialino Maycon Douglas foi expulso direto, o que complicou a vida do time da casa. Nos acréscimos, Hygor Ribeiro aos 49, chegou ao tento de empate, 2 a 2. Com isso, o Noroeste acabou ficando com a taça.

Ficha Técnica:
Comercial 2×2 Noroeste
Local: 
estádio Francisco de Palma Travassos, em Ribeirão Preto (SP)
Árbitro: Thiago Luís Scarascati
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Evandro de Melo Lima
Gols: Gustavo Silva, aos 9, aos 33´1T(Comercial); Hygor Ribeiro aos 35´\1T, Hygor Ribeiro, aos 49´\2T(Noroeste);
Cartões Amarelos: Wendell Alex, Luiz Adriano(Comercial); Leleco(Noroeste);
Cartão Vermelho: Maycon Douglas(Comercial)

Comercial: Matheus Almeida; Luis Roberto, Thiago Moura, Luiz Eduardo e Rogério Boré; Romário, Gustavo Silva (Túlio Renan), Guilherme Pitbull e Gabriel Tota (Matheus China); Wendell Alex (Maycon Douglas) e Adriano Luiz (Rodolfo). Técnico: Gustavo Marciano.

Noroeste: Pablo; Hygor Ribeiro, Guilherme Teixeira Felipe Costa e Diego Calixto; Matheus Blade (Denílton), Rogério Maranhão (Leleco) e Marcos Goiano (Vinícius Bala); John Egito, Diogo (Pereira) e Luiz Thiago. Técnico: Luís Carlos Martins

Fabio Benedicto

Jornalista, fotógrafo colaborador do Jornal Folha de Ribeirão Preto, um dos principais jornalista do portal, levando a melhor informação.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Mais recente a partir de Blog